o hotel pantone por eduardo lippi

O meu amigo Eduardo Lippi estava em Bruxelas quando leu aqui no Tangerinnas sobre o Hotel Pantone. Adivinhem onde ele foi parar? Pois é, ele filmou o hotel e mandou pra gente. Está tudo aqui!, olha!

Anúncios

o incrível mundo de ji kim e sua luxirare

Sempre que a humanidade começa a correr demais e esquece os sentidos, pinta um movimento para puxar o freio. Saca a história do slow food? Menos pressa, mais aromas, mais prazer. Então, a Luxirare é mais ou menos assim, só que numa versão tech; algo como uma slow webzine com um conteúdo gerado lenta e sedutoramente por uma mulher misteriosa que assina como Ji Kim. O tema? “Killer clothes and Fine Cuisine”. Todas as criações são da própria Kim, que apresenta todo o processo de produção em fotos e vídeos delirantes.

THE KILLER CLOTHES…


… THE FINE CUISINE…

E OS VÍDEOS MOSTRANDO os processos de criação. (clique aqui para ver)!

a arte em Lego de Jan Vormann

Tem gente que brinca com Lego. Tem gente que ama Lego. E tem gente que usa Lego para reconstruir monumentos, prédios, paredes. Não se trata de maquetes, mas de modelos reais. O alemão Jan Vormann passou os últimos três anos viajando pelo mundo tapando buracos de construções que precisavam de um reparozinho. Mas em vez de cimento, ele usou os bloquinhos coloridos de plástico. O artista começou seu trabalho num festival de artes próximo a Roma, em 2007. De lá pra cá, já passou por Tel Aviv, Nova Iorque, Paris. Só falta agora dar uma passadinha aqui pelo Rio. Trabalho e inspiração não vão faltar. Ou alguém duvida que aqui o cara vá ficar sem ter o que fazer? 🙂

os crayons comestíveis da Luxirare

Muita gente amaria comer o que desenha. Mas acho que ninguém pensou ainda em degustar os materiais que usa para desenhar. Quer dizer, não até agora.

Ji, a misteriosa fait de tout por trás do Luxirare.com (é o meu novo site preferido. lindo, genial!), criou crayons comestíveis.  Os tons dos pastéis são obtidos através de alimentos dentro da mesma gama de cor, que são processados e depois selados com marshmallow derretido.

O vermelho leva framboesas, morangos, bagas de goji. O amarelo tem amendoim, milho, banana seca, pólen. O roxo levam blueberries e doses mais concentradas de açúcar. O verde, kiwi e mel. A pena é que os crayons não estão  à venda (ainda). Mas no Luxirare tem todo o modo de fazer explicadinho. Tem até os links de onde comprar os ingredientes. O máximo, e ainda são vegas!

a pantone é uma viagem!

A Pantone é uma viagem mesmo. A empresa que ficou multimilionária depois de criar o sistema único de identificação de cores acaba de inaugurar em Bruxelas, na Bélgica, o Pantone Hotel Experience. Nem precisa falar que tudo lá tem as cores originais da paleta, né? Olha que charme. Eu AMO!

E o mais legal é que todas essas estrelas não significam tarifas exorbitantes. A diária dos quartos custa em torno de US$ 100. Está tudo aqui.

pães e bicicletas… ou simplesmente, La Bicyclette

Descobri semana passada o La Bicyclette, a croissanteria mais francesa do Rio de Janeiro. Quem me levou lá foi a Lourdes Brandão, figura maravilhosa que pilotava o Da Graça até o bistrozinho ser vendido e transformado em Do Horto. Pedi um pain au chocolat, depois um croissant au berre, um café e por pouco não resolvi me aboletar ali o resto do dia provando as maravilhas que saíam do forno do Henri.

O Henri é quem comanda o La Bicyclette, junto com a Ana Gentil. Ele é um francês autêntico, nascido em Nice, e ela morou 15 anos em Paris. Os dois se conheceram no Rio, juntaram as escovas de dentes e resolveram fermentar a relação. Começaram vendendo pães para os amigos, depois para os vizinhos, depois para a Zona Sul toda e agora, finalmente, abriram o La Bicyclette, no Horto. A croissanteria tem esse nome porque era como os pães eram vendidos antes da lojinha existir: numa bike.

Agora anota aí as fornadas que andam perfumando o Horto: tem fougasse (versão francesa da focaccia, assada na pedra), pain de campagne, au chocolat (com chocolate belga), de azeitona com alecrim, figo com erva doce, multigrãos, damasco com avelãs… Tudo sempre fresquinho. Imperdível!!!

ONDE: Rua Pacheco Leão 320. Telefone: 3256-9052.

compartilhe o seu tempo!

Mais uma de relógios. Mas dessa vez, em vez de conexões com o universo, que tal irmos mais perto?  Ou a apenas alguns metros do nosso umbigo. Agora, foi a vez do pessoal do estúdio de design Maezm arregaçar as mangas e mostrar os ponteiros. Eles criaram o Sharing Watch, cuja máxima é compartilhar o tempo. Soluções boas vêm de ideias simples, e o que o Maezm fez  foi simplesmente rotacionando os indicadores numéricos em 90 graus. O Tangerinnas amou!!!